Amor de Galo - Handmade in Portugal

Espaço de exposição de memórias percepcionadas de um Portugal sem fronteiras, sem limites, multicultural pelo passado e também pelo presente. Um local onde as artes tradicionais viram manualidades.

Exhibition space of memories of one Portugal without borders, without limits, with multicultural past and present.
A place where the traditional arts are transormed into handicrafts.

segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Lenço namorados... a história

Dentro dos lenços existentes no Minho há uma variedade que pelas suas características se pode localizar com um mínimo de rigor a sua região de origem.


Para além destes lenços constituírem parte integrante do trajo do Minho eles eram também usados no Douro Litoral, Trás-os-Montes, Beira Alta, Estremadura, Alentejo e Açores.


"Os lenços de namorados" constituíam a um dado momento uma prova da declaração feita pela bordadeira ao seu namorado e na maior parte dos casos esta declaração era atendida e o conversado comprometia-se, também, publicamente nesta ligação usando o lenço por cima do seu casaco domingueiro, colocado ao pescoço com o nó voltado para a frente.


Caso a rapariga não fosse correspondida o lenço voltaria às suas mãos. Se o namorado trocasse de parceira fazia chegar à sua antiga pretendida o lenço, fazendo-o acompanhar de todos os objectos que daquela possuía: fotografias, cartas, etc.


Outras vezes os lenços eram motivo duma simples brincadeira ou troca de palavras. Nas festas os rapazes tiravam os lenços das raparigas simulando uma ligação amorosa. Quando o rapaz já tinha namorada o facto de simular uma ligação com outra ao roubar-lhe o lenço era muitas vezes motivo de desavença entre a sua namorada e aquela a quem o lenço tinha sido roubado.


O lenço no rapaz para além de ser usado por cima do casaco domingueiro podia, também, ser usado na aba do chapéu ou até mesmo na ponta do pau que era costume o rapaz trazer consigo.


Quando eram utilizados pelas suas “donas” no seu trajo de festa, estes eram colocados do lado direito da cintura, deixando pender uma das pontas, dando assim à sua indumentária uma graciosidade particular.


Os lenços traduzem os mais variados sentimentos duma rapariga em idade de casar, quer manifestados através dos símbolos que se prendem com a fidelidade, quer através de símbolos religiosos que referem o acto específico do casamento, ou ainda através de quadras de gosto popular, que na maior parte dos casos denunciam a ignorância ortográfica da bordadeira, pois facilmente nos deparamos com erros ortográficos dos mais variados.


Por vezes são também testemunhos de épocas (a emigração para o Brasil), de trabalhos agrícolas (vindimas) e até de críticas sociais. Em alguns dos lenços aparece mesmo o reverso do tema característico destes lenços, o desamor e alguns deles possuem quadras que embora denotem uma certa dificuldade de relação amorosa, possuem um carácter sobretudo provatório para com o namorado.


Tudo era feito em função da fantasia das fantasias - o Amor - e ele de facto parece ser a causa directa desta rica e exuberante manifestação artesanal.


por Aliança Artesanal



Lover´s Handkerchiefs

"The Fiancés Art is a essencial part of the popular art and tradition.

Fiancés Kerchiefs "Lenços de Namorados" are introduced as the most genuine poetic and artistic form used by the young girls of Minho to express thier feelings when they were about to reach the age of the marriage, and aspired to win their fiancés hearts.

They were for most part square shaped linen or cotton made and embroidered according to the taste of each embroideress, as a part of the female attire they had other purpose: the proof of the embroideresses devotion towards the men they were in love."




By adereminho

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

As nossas peças estão a voar para os 5 continentes


Aterraram várias novidades na Amor de Galo, pouco tempo para as divulgar pelo que pedimos desculpas aos nossos leitores... em Setembro contaremos tudo!